O atendimento a pacientes tetraplégicos e  paraplégicos ,em geral,  constitui  uma quebra de tabus construídos pela sociedade através do preconceito e da desinformação. O objetivo do tratamento é fazer com que os pacientes lesionados compareçam com seus parceiros(as) e possam conversar sobre sua sexualidade e o seu desejo, de forma a fazer conjuntamente um trabalho de reconhecimento do seu corpo, suas áreas sensíveis e o seu prazer.

Sugiro a leitura de um artigo sobre este tema: http://ref.scielo.org/z342sj